Panorama da Arte Digital no Pará

As fronteiras da arte contemporânea abarcam, hoje, um universo de possibilidades desvelado pela tecnologia e seus constantes avanços. Nossa dinâmica de plataformas digitais e consumo desenfreado de imagens passaram a denotar estruturas de sentimentos diversos, as quais os espaços expositivos, museológicos e eventos em torno da arte se propuseram a assimilar. As novas poéticas, advindas por essa matriz de reinvenções culturais, ganharam um destaque ao relatar novos paradigmas do homem contemporâneo. Nesse contexto, a exposição Panorama da Arte Digital no Pará, com obras dos artistas paraenses Alberto Bitar, Bruno Cantuária, Carla Evanovitch, Cláudia Leão, Flavya Mutran Jorane Castro, Keyla Sobral, Luciana Magno, Melissa Barbery, Orlando Maneschy, Ricardo Macêdo, Roberta Carvalho, Val Sampaio e Victor De La Roque.se torna uma oportunidade única de conhecer, em um único espaço, os novos caminhos artísticos do Pará, na confluência entre arte e tecnologia.

Curadores:

Ramiro Quaresma: Idealizador e curador do I Salão Xumucuís de Arte Digital. Designer de exposições em espaços como Museu Casa das Onze Janelas e Museu Histórico do Estado do Pará. Publicitário, documentarista e produtor cultural.

John Fletcher: Doutorando em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal do Pará, Mestre em Artes e autor de textos científicos sobre Arte contemporânea Paraense em Revistas Especializadas.

Serviço:

Panorama da Arte Digital no Pará

Local: Espaço Cultural Banco da Amazônia

Quando: abertura no dia 10/05/2012, às 19:00h

Prêmio de Artes Visuais divulga 4 selecionados

O Banco da Amazônia divulgou o resultado final do Prêmio de Artes Visuais 2012. Foram quatro selecionados que ocuparão as instalações do Espaço Cultural no período de maio de 2012 a fevereiro de 2013.

Para o prêmio foram selecionados quatro projetos: “Outra natureza” do artista plástico Fernando Hage; “Panorama da Arte Digital no Pará” do artista plástico Ramiro Quaresma; “Mosaico Inflamável” de autoria do artista plástico Francisco Pacheco; e “Amazônia, esfinge II” do artista visual Sávio Luiz Stoco.

A exposição “Outra natureza” reunirá obras de artistas que tem se destacado no cenário local e nacional. “Panorama da Arte Digital no Pará” apresenta problemáticas que surgem das crescentes reinvenções tecnológicas. “Mosaico Inflamável”, de autoria do artista plástico Francisco Egon da Conceição Pacheco, apresenta obras produzidas com embalagens de maços de fósforo, rótulos, caixinhas e palitos usados. Tem como proposta o estímulo e a reflexão sobre o complexo contexto geopolítico do Brasil e da Amazônia

O último projeto a ser contemplado pelo edital foi “Amazônia, esfinge II” do artista visual Sávio Luiz Stoco. O artista apresenta na exposição a sequência do documentário terceiro milênio (1978) de Jorge Bodanzky e conta com diferentes técnicas e suporte, entre eles painéis fotográficos, em madeira revestidos por fotografias impressas em tecidos e obras literárias.

Os projetos recebidos foram analisados por uma comissão avaliadora  composta de artistas visuais convidados para desempenharem o papel. O evento é uma realização do Banco da Amazônia e o período para a habilitação dos projetos vai até o dia 30/04/2012, publicado no edital disponível no site do Banco: http://www.bancoamazonia.com.br.

(DOL, com informações da Ascom Basa)

5º Narrativas PLUG – Trânsitos (In)Visíveis: Diálogos Culturais na Arte Contemporânea Paraense

Palestra: Trânsitos (In)Visíveis: Diálogos Culturais na Arte Contemporânea Paraense
JOHN FLECTHER

A palestra visa traçar uma reflexão crítico e teórica em torno de obras de arte contemporâneas expostas em salões e exposições na cidade de Belém, Pará. Tal cartografia visual possibilitará um viés de compreensão acerca do papel de indício antropológico que a arte possui num mundo fluido, híbrido e interconectado. Nesse sentido, a discussão será amparada pelo conceito de Dialogismo, proposto por Mikhail Bakhtin e seu círculo de pesquisa, de forma que o respectivo conceito será atualizado por operações intertextuais e intersemióticas. As operações mencionadas, em uma relação filosófico-conceitual, se proporão em servir de rota para se compreender os processos culturais das sociedades contemporâneas. Associa-se à discussão o papel que esses processos de culturalidade trazem como desdobramentos nas sociedades da América Latina, não mais empreendendo uma trajetória uniforme e contínua, mas uma teia rizomática de apropriações, lealdades transitórias e visualidades.
Data: 03/05/2011 (Terça Feira)
Horário: 19 h
Local: Espaço Benedito Nunes (Saraiva Megastore – Boulevard Shopping)
ENTRADA FRANCA

Declaração de participação ao fim da palestra. Carga Horária: 2h