Cuidado de Si e Estética da Existência – Diálogo com Foucault – Ernani Chaves

Sexta-Feira, dia 30/03, 16h. Prof. Dr. Ernani Chaves realizará conferência Cuidado de Si e Estética da Existência – Diálogo com Foucault. Uma realização do Grupo de Pesquisa Bordas Diluídas / Proprogama de Pós-Graduação m Artes do ICA – UFPA, por meio do Programa de Extensão Processos Artísticos e Curatoriais Contemporâneos.

Fonte: Orlando Maneschy

3º COLÓQUIO INTERARTES – Pesquisas em Estudos Culturais na Amazônia

3º COLÓQUIO INTERARTES
Pesquisas em Estudos Culturais na Amazônia
Data: 13 de Dezembro de 2011
Horário: 8h00 às 20h00
Local: Auditório ICJ/UFPA
O Programa de Pós-Graduação em Artes (PPGArtes), do Instituto de Ciências da Arte (ICA), da Universidade Federal do Pará (UFPA), objetivando dar continuidade aos diálogos teórico-metodológicos interdisciplinares que vêm promovendo desde sua criação em 2008, mais especificamente com atividades acadêmicas, realizará no dia 13 de dezembro de 2011, o III Colóquio InterArtes com a temática “Pesquisas em Estudos Culturais na Amazônia”. O evento é uma iniciativa do Grupo de Pesquisa “Estudos Culturais na Amazônia” (GECA/CNPq/UFPA), sob a coordenação dos professores doutores Agenor Sarraf Pacheco e Bene Martins. A experiência de ensino e pesquisa acumulada por esses professores desde seus estudos de mestrado e, especialmente, no doutoramento e o enorme interesse que os Estudos Culturais como campo interdisciplinar do saber ganharam a partir de sua disseminação na América Latina ao longo da década de 1990, permitiram avaliar a importância de se criar, no âmbito do PPGArtes, um grupo de pesquisa que fosse capaz de contribuir nas discussões de temáticas fundamentais ao mundo amazônico. Nesse intuito, desde março de 2011, o GECA congrega professores e estudantes que realizam ou têm interesses em desenvolver pesquisas no campo dos Estudos Culturais e do Pensamento Pós-Colonial. Em seus encontros, o grupo procura debater a produção intelectual de alguns de seus representantes situados na Inglaterra, Índia, Caribe, América do Norte e América Latina e refletir suas conceituações teóricas à luz dos modos de viver, saber e fazer das populações amazônicas, centrando-se nas formas de negociações, ressignificações, perdas, lutas e resistências em tempos de encontros e confrontos culturais. Richard Hoggart, Raymond Williams, Edward Palmer Thompson, Stuart Hall, Raphael Samuel, Edouard Glissant, Edward Said, Homi Bhabha, Paul Gilroy, Néstor García Canclini, Beatriz Sarlo, Jesus-Martin Barbero, Walter Mignolo, George Yudice, são os intelectuais com os quais o grupo vem procurando interagir. Desse modo, integrando professores e estudantes de Artes, História, Literatura, Letras, Comunicação, Educação, Geografia, Antropologia e Museologia, o GECA, sediado no Instituto de Artes e vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Artes, planejou o III Colóquio com atividades acadêmicas (conferência, mesas-redondas e seminários temáticos) e de integração cultural (debates, apresentações científicas e culturais, lançamento de livros) como uma forma de: a) Visibilizar o GECA, no âmbito do PPGArtes, como grupo de estudo e pesquisa na Universidade Federal do Pará e sua inserção no campo da formação intelectual de mestrandos, doutorandos e pesquisadores interessados por suas formas de abordagens; b) Conhecer e publicizar os novos circuitos de pesquisa e produção de conhecimento em Estudos Culturais e Pensamento Pós-Colonial na Amazônia Paraense; c) Promover a interação entre grupos de pesquisa de universidades públicas e particulares do Pará; d) Criar redes de colaboração com profissionais de outros campos do saber por intermédios dos debates sobre o campo da cultura; e) Socializar investigações desenvolvidas ou em fase de estudos sobre as intersecções dos Estudos Culturais com áreas de letras, artes, ciências humanas, sociais e sociais aplicadas, com ênfase nas realidades amazônidas em diferentes perspectivas de abordagens.
Fonte: ICA/UFPA

MÚLTIPLOSCOMO1: PROCESSOS DE CRIAÇÃO // Conversa com artistas

A exposição artística “Múltiplos como 1” é fruto da iniciativa dos discentes da turma 352010, do curso de Bacharelado e Licenciatura da Faculdade de Artes Visuais, da Universidade Federal do Pará. A proposta da montagem dessa exposição se deu a partir da disciplina AV 010…31 Práticas de Conservação e Montagem, ministrada pela Prof.ª Mestranda Luzia Gomes, no 4º Período de 2011. Tal docente nos orientou pedagogicamente na preparação da referida exposição, tornando está atividade acadêmica de cunho avaliativo, prazerosa e enriquecedora em âmbito pessoal e profissional.

As obras artísticas selecionadas que serão expostas no decorrer do evento são trabalhos produzidos pelos discentes da turma 352010 e abarcam diversas linguagem artísticas das artes visuais, dentre elas, desenho, fotografia, pintura, vídeo-arte, instalação, performance.

Revelando e desmascarando a poética pessoal desses alunos-artistas: Tais trabalhos são um misto de bagagens adquiridas por todos estes artistas no decorrer de suas trajetórias, bem como resultam das trocas de experiências –artísticas, pessoais… figurinhas de um álbum preenchido em grupo ou colcha de retalho costurada a várias mãos, que, encontrando-se uns nos outros, (re)significando-se a cada novo pensamento, olhar ou palavra, desaguam, (como quem chega sem delimitar com ponto final) a uma margem semelhante à do poema “tecendo amanhã”, de João Cabral de Melo Neto:

“um galo sozinho não tece a manhã, ele precisará sempre de outros galos…”.

Serviço

Vernissage: 25/11 (18h)

Exposição: 26 e 27/11 (18h às 21h) | 28/11 à 02/12 (10h às 21h)

 

 

“múltiploscomo1” é mais que uma exposição, é menos que isso também. É exposição, porque vai se fazer, se dar, às 18h do dia 25 de novembro na Escola de Teatro e Dança da UFPA. Mas também não é totalmente, porque é ainda construção. Os trabalhos que serão apresentados foram pensados numa atmosfera de experimentação e troca de experiências entre os alunos do curso de Artes Visuais durante a disciplina “Laboratório de Experimentação Bidimensional” ministrada pelo professor Alexandre Sequeira, que ocorreu no primeiro semestre deste ano. Agora, como resultado de outra disciplina, “Prática de Conservação e Montagem”, sob orientação da professora Luiza Gomes, os trabalhos se reencontram através de uma dinâmica de experimentação e cooperação. O evento propõe aos alunos participantes e ao público vivenciar o processo de criação e produção artística. Onde linguagens tradicionais como o desenho, a pintura, a escultura, a gravura encontram-se se com processos de contemporâneos de criação como a fotografia, o vídeo, o quadrinho, a arte conceitual, o objeto, a instalação, etc. Os trabalhos são como figurinhas de um álbum preenchido em grupo ou como partes de uma colcha de retalho costurada a várias mãos. Encontrando-se uns nos outros. (re)significando-se desde sua instauração continuarão latentes a cada olhar ou palavra, desaguando como quem chega sem delimitar com ponto final.

 

 

 

Participantes: Alexsandro Costa, Andreza Raiol, Armando Queiroz, Auri Ferreira, Aylana Canto, Breno Filo, Cindy Dória, Dayanne Eguchi, Delandro Melo, Edson Ricardo, Eliane Costa, Elton Galdino, Eveline Almeida, Fernanda Mota, Gleici Farias, Igor Alencar, Jamille Neves, José Edivaldo, Joyce Viggiano, Karina Castilho, Keoma Calandrini, Leila Aires, Luana Beatriz, Maria Silva, Max Andreone, Odi Alfaia, Robson Siqueira, Samantha Raissa, Silvia Peixoto, Su Xavier, Tayná Cardel e Wendeel Picanço.

 

 

 

Participação Especial: Hamilton Sacramento

 

 

 

 

 

SERVIÇO:
Exposição “múltiploscomo1”

 
Abertura: 25 de novembro, às 18
Período de visitação: 26 de novembro a 02 de dezembro
Horário: 10h às 21h (segunda a sexta) e 18h às 21h (sábado e domingo)
Local: Escola de Teatro e Dança da UFPA – Av. Dom Romualdo de Seixas, 82 (esquina com Jerônimo Pimentel) – Umarizal

 

Informações: (91) 8352-5302 / (91) 8812-6226 / (91) 8056-7263

 

http://multiploscomo1.tumblr.com/
ENTRADA FRANCA 

 

Apoio: Escola de Teatro e Dança da UFPA e Instituto de Ciências das Artes


Seminário Narrativas Discentes: Conexões em Arte

Seminário Narrativas Discentes: Conexões em Arte objetiva promover a interação científico-cultural entre discentes de graduação das instituições de ensino superior da cidade de Belém, a partir de produções acadêmicas que estabeleçam um diálogo com as diversas linguagens do território de produção artística.

O Seminário Narrativas Discentes, proposto pelo Centro Acadêmico de Artes Visuais (CAAV), contemplado com o Prêmio PROEX de Arte e Cultura 2010, articula-se enquanto espaço de educação não-formal tendo em vista uma interação estético-científica entre as diversas linguagens artísticas, bem como entre os produtores de arte que caminham neste território. Encaminharemos a realização de Conferência, mesas-redondas, comunicações, mostras artísticas e mini-oficinas, de modo a criar um ambiente de aproximação entre à pesquisa discente do Instituto de Ciências da Arte da Universidade Federal do Pará e de outras instituições de ensino superior da cidade em cursos de graduação que se posicionem criticamente frente à jovem produção de arte na cidade.

>>Baixe o Edital Clicando AQUI<<

Baixe sua Ficha de Inscrição segundo a categoria em que deseja participar:

Fonte: http://narrativasdiscentes.blogspot.com/

No Facebook e Twitter.