Campanha “A Capela Pombo é do povo!” do Fórum Landi

A Capela Pombo [Séc. XVIII], de autoria do italiano Antonio Landi, está novamente sob ameaça de venda. Este crowdfunding, coordenado pelo Fórum Landi e com apoio da Universidade Federal do Pará, pretende unir forças no sentido de arrematar este patrimônio histórico de valor inestimável ao povo paraense, situado na Travessa Campos Sales, entre as Ruas Manoel Barata e 13 de Maio, no Bairro do Comércio.

Se não tomarmos uma atitude imediatamente, teremos de nos contentar com a dúvida: quem irá comprá-la? E o que será feito dela? Vamos ficar esperando pra ver ou vamos nos mobilizar, enquanto sociedade civil, pressionando o Governo a comprar essa briga a nosso lado?

Teremos seis meses pra arrecadar o valor total – nunca antes um crowdfunding no Brasil chegou a tanto, R$ 1.000.000,00. Parcial que seja, ao menos ganharemos legitimidade pra negociar com o atual proprietário.

A contrapartida? Uma vez arrematada, a Capela Pombo seria restaurada e preservada pela UFPA, através do Fórum Landi, e suas portas seriam permanentemente abertas ao grande público. Quer contrapartida melhor do que essa? Impossível. Além disso, porém, o nome dos doadores constarão em ordem alfabética em uma placa no interior da capela, após o restauro.

Vamos todos participar e dar um presente significativo e condizente com a magnitude de uma cidade como Belém!

Participe AQUI!

Bibliografia [X] // “Circuito Landi: Um roteiro pela arquitetura setecentista na Amazônia” de Elna Andersen Trindade Maria Beatriz e Maneschy Faria

Um livro obrigatório para conhecer nossa cidade pela perspetiva da aquitetura de Antonio Landi. Em linguagem coloquial este livro foi escrito para servir de manual para os guias turísticos formados pelo Forum Landi, mas vai além disso, é uma obra didática e fundamental para que todos os públicos conheçam a obra do arquiteteto italiano e enxerguem por trás das paredes pelas quais passamos todos os dias.

Ficha técnica

Texto: Elna Andersen Trindade e Maria Beatriz Maneschy Faria
Pesquisa: Moema Alves
Revisão: Regina Alves
Editoração: Elisa Innocenti
Fotos: Elna Trindade, Flávio Nassar e Elisa Innocenti
Programação gráfica: Temple Comunicação