Festival Amazônia Mapping

 

marca-FAM-300x150Um projeto inovador na região Amazônica, o FESTIVAL AMAZÔNIA MAPPING, busca através de oficinas e apresentações artísticas, o desenvolvimento e difusão de uma linguagem visual contemporânea intitulada vídeo mapping ou projeção mapeada e seu desdobramento nas artes visuais.

Festivais de Mapping tem acontecido nos mais variados locais do mundo, como Londres, Genebra e Budapeste. Não obstante, o Brasil também tem seus representantes na área, a maioria situados no eixo sul e sudeste do País.

O Festival Amazônia Mapping se propõe a valorizar artistas do Norte promovendo o intercâmbio com profissionais de outros Estados Brasileiros, possibilitando assim trocas de conhecimento e o desenvolvimento, na Amazônia, de uma das técnicas visuais mais inovadoras nos dias de hoje.

O vídeo mapping (ou mapeamento de vídeo) é uma técnica de projeção audiovisual, considerada o futuro das projeções, onde a imagem projetada se adequa a diversos tipos de suporte. Construções, prédios, estruturas orgânicas ou geométricas, etc, tudo vira um possível local para a utilização da técnica de projeção das imagens. É como se a imagem se “dobrasse” no seu suporte, formando com ela uma mídia única, expandindo o conceito do objeto ou da estrutura que o suporta. A técnica rompe nossos padrões visuais ao apresentar anamoforses e ilusões de ótica nas projeções.

Nesse trabalho, diversos softwares e hardwares são utilizados para modelar, editar, mixar imagens, além de projetores, que dependendo, da necessidade podem ser mini projetores de 300 ANSI LUMENS para pequenas instalações artísticas até projetores de grande porte, como os de resolução 2K com cerca de 30.000 ANSI LUMENS, uma potência de projeção de luz e qualidade de imagem.

A proposta do Festival Amazônia Mapping é reconfigurar olhares sobre nossa paisagem urbana, levando a arte para e espaços inimagináveis, de forma lúdica e com conteúdos relevantes. O Festival inicia seu percurso pela cidade de Belém, com seus 397 anos, cheia de histórias e com uma produção incessante de arte e cultura em todos os cantos. Além da grande noite do festival, no dia 28 de setembro de 2013, com a ocupação do Centro Histórico, local de nascimento da cidade, o Festival propõe a “Mostra Visualidade Sobre Superfícies da Cidade”, onde fará a inserção de obras de artistas visuais da Amazônia em espaços urbanos utilizando a técnica da projeção mapeada.

As oficinas preenchem o espaço da difusão do conhecimento, deixando em nossa região, marcas positivas do projeto, formando e fomentando a criatividade nos artistas e profissionais da área.

Por Roberta Carvalho

Idealizadora do Festival

 

556467_304855156322505_313694897_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s