‘O olhar etnográfico de Giovanni Gallo’ / exibição de videos e debate

Cinemateca Paraense

foto15

Giovanni Gallo mudou o destino de uma região do Marajó com suas ideias revolucionarias para a época, subsistência através da preservação do meio-ambiente aliada a preservação do patrimônio histórico e cultural. Fundou o Museu do Marajó, uma das primeiras instituições museológicas do estado, em Cachoeira do Arari, um museu interativo, criativo e moderno que é, apesar do abandono de recentes administrações e falta de apoio governamental, instituição obrigatória no circuito museal do Estado do Pará. Como entusiasta da arte desenhava a cultura ancestral marajoara e registrou em livro os padrões de desenhos da antiga civilização do arquipélago. Além de tudo isso ainda fotografava e fazia filmes em Super-8 da região, seus habitantes e cultura. Essas imagens raras do Marajó  nos anos 1960/70 foram doadas pelo próprio Giovanni ao Museu da Imagem e do Som do Pará junto com suas câmeras e projetores. Esses filmes passaram recentemente por um processo de…

Ver o post original 88 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s