Exposição “Amazônia – Estradas da Última Fronteira” de Paulo Santos – Museu Nacional de Brasília

O projeto Amazônia – Estradas da Última Fronteira alcança a segunda etapa com a mostra em cartaz no Museu Nacional de Brasília, a partir do próximo dia 7. Neste caminho até a capital federal, tive o apoio fundamental de alguns amigos do peito e profissionais de alto quilate, a quem agradeço por acreditarem nessa ideia.
Em momentos assim, quando a gente percebe que tem alguma coisa para dizer ou mostrar, imediatamente uma dúvida e uma certeza nos assaltam. A certeza é de que só vale a pena investir num projeto desse porte se ele tiver o perfume da inovação e a categoria do registro histórico. Do contrário, será apenas mais um. A dúvida é justamente o contraponto da certeza: será que tem mesmo?
O apoio dos amigos, a repercussão na mídia, a opinião de pessoas respeitáveis, o convite do Museu Nacional e o desafio de traduzir em meio físico um conceito abstrato me ajudaram a acreditar na viabilidade e importância desse projeto. Conto com todos esses elementos para ir adiante.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s