Vídeo-canção “Estandarte” de Arthur Nogueira e Elisa Kunz – Hélio Oiticica / O Museu é o Mundo

De acordo com Antonio Cicero, “o Parangolé não pode ser exposto como uma pintura convencional. Ele deve ser não apenas visto, mas tocado, e não apenas tocado, mas vestido”. Nesse sentido, a intervenção artística proposta pelo músico Arthur Nogueira no penetrável Rhodislândia, em parceria com a designer Elisa Arruda Kunz, visa demonstrar ao público de que forma é possível fruir o Parangolé enquanto obra de arte, por meio do samba e, principalmente, da dança, “sua primeira condição”. O mote é o clipe “Estandarte”, produzido por Elisa Arruda Kunz a partir da canção homônima, composta por Arthur Nogueira após uma visita à exposição “Museu é o mundo” no Museu Histórico do Pará (MHEP). A canção versa sobre o Parangolé e sua relação com a cor, o corpo, o ritmo. Ao seguir o seu compasso, o público se descobre a própria obra. O evento contará com a participação de instrumentistas.

Vídeo: http://www.facebook.com/video/video.php?v=10150203958206896&comments

Fonte: Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s