Papel educativo dos museus é ressaltado em lançamento de prêmio no Ibram

Papel educativo dos museus é ressaltado em lançamento de prêmio no Ibram.

O lançamento do prêmio nesta sexta-feira (1º/4), na sede do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), em Brasília, teve a participação do secretário-geral da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), Álvaro Marchesi, e da diretora interina da Secretaria Geral Ibero-americana (Segib), Alice Abreu, além do presidente do Ibram, José do Nascimento Junior (que também preside o Ibermuseus), e embaixadores e adidos culturais de 14 países ibero-americanos. O diretor de Relações Internacionais do MinC, Marcelo Dantas, representou a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, no encontro.

Dantas ressaltou o papel educativos dos museus e sua importância na constituição da cidadania, identidade, memória e educação dos povos. “Não se faz educação sem museus”, disse, definindo o prêmio como indispensável para estreitar as relações entre cultura e educação. O diretor afirmou ainda que considera o Ibermuseus um dos mais bem-sucedidos programas de cooperação dos últimos anos.

Para Gonzalo Entenza, da embaixada da Argentina, o compartilhamento de conhecimentos entre os países, proporcionado pelo prêmio, é o principal aspecto da iniciativa. “O concurso promoverá o intercâmbio de experiências e o diálogo entre nós no campo de museus e educação. Os projetos de uma nação podem servir de inspiração para outras e propiciar novas parcerias”, avaliou. Na primeira edição do prêmio, em 2010, uma instituição argentina – o Museo de las Escuelas, de Buenos Aires – foi a vencedora.

Cooperação – Após o lançamento do prêmio, a coordenadora da Unidade Técnica do Ibermuseus, Antía Vilela, apresentou aos embaixadores e adidos culturais as principais ações do programa, destinado à criação e fortalecimento de políticas públicas de museus na Ibero-américa. Vinculado à Segib, o Ibermuseus tem apoio técnico da OEI e do Ibram/MinC, e apoio financeiro da Agência Espanhola de Cooperação Internacional (Aecid).

Em seguida, o presidente do Ibram, José do Nascimento Junior, falou aos participantes sobre dois temas importantes para a área museal: a realização do próximo encontro mundial do Conselho Internacional de Museus (Icom) – que ocorrerá no Rio de Janeiro, em 2013 – e a proposta de discussão, no âmbito da Unesco, sobre o estabelecimento de uma Convenção de Proteção ao Patrimônio Museológico e Coleções. “Não há, dentro das convenções, temas que garantam proteção ao patrimônio museal”, disse Nascimento.

Os representantes dos países presentes manifestaram apoio à proposta de discussão sobre a Convenção e colocaram-se à disposição do Brasil para promover o encontro do Icom, que pela primeira vez será sediado em solo brasileiro. “A escolha do Brasil para sediar o Icom 2013 é importante para toda a América Latina e Caribe. É uma conquista que mostra o reconhecimento dos nossos esforços na preservação do patrimônio”, avaliou Maura Perez, conselheira da Embaixada de Cuba.

Compartilhar

Fonte: Assessoria de Comunicação, Ibram/MinC
Data de Publicação: 01/04/2011

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s