Arte Pará 2010 – Premiados

Premiação 29ª Arte Pará

Grande Prêmio

Rodrigo Freitas , conjunto da obra , pintura , “Paisagens de Inverno”, “Variações sobre o mesmo abandono” e s/ titulo, Belo Horizonte(MG)

Segundo Grande Prêmio

Renato Chalú Pacheco, instalação “Mata-ver-o-peso-esquema” , Belém (PA)

Terceiro Grande Prêmio

Rodrigo Cass, objeto, “Meditação Sobre um Tridimensional Iluminado” , São Paulo (SP)

Prêmios Aquisição:

Andréa Facchini, desenho , “Entre o Azul e o Céu (sobre-viventes)”, “Onde você sempre quis estar” da Série Ficções e “Sem linha do horizonte, sem ponto de fuga” da Série Ficções, Rio de Janeiro (RJ)

Cleantho Viana , vídeo – performance “O artista, chapeuzinho e o pônei”, Rio de Janeiro (RJ)

Maria Matos, vídeo “Entrando sem bater”, Rio de Janeiro (RJ)

Murilo Rodrigues, vídeo “Black Bird II” , Belém (PA)

Vitor de La Rocque, instalação “O ovo e a galinha”, Belém ( PA)

Comentários: gostei muito do Juri de Premiação ter escolhido a série de pinturas de Rodrigo Freitas como o Grande Prêmio. Vídeos, performances e instalações têm dominado a premiação nos últimos salões e a pintura mostrou seu poder. Duas instalações ganharam o segundo e terceiros grandes prêmios, a proposta de instalçãoa em local específico de Renato Chalú no Ver-o-peso, que achei bem lugar comum, e os relógios de Rodrigo Cass no MHEP, bem instigante e dinâmica. Senti muita falta neste salão de nomes como Marinaldo Santos, Jocatos, Nina Matos, Dina Oliveira, Armando Sobral, Nio Dias, Eliene Tenório, e outros grandes nomes das artes aqui no Pará, podiam entrar como convidados tranquilamente no meio de um monte de besteiras selecionadas como a obra do rapaz que veio pra ficar por Belém, numa espécie de performance cara-de-pau, que achei um insulto. O Ovo e a Galinha de Vitor de La Roque foi outra decepção, o Gallu Sapiens era chocante e polêmico, já a chocadeira deste salão, onde nasce literalmente um pinto, é uma variante sem nenhuma força do mesmo tema.

Anúncios

Uma consideração sobre “Arte Pará 2010 – Premiados”

  1. Agora que li esse teu post, quase como por coincidência. Li seus comentários. Olha, concordo com a obra meia boca do tiozinho que veio passar uns dias aqui. Na verdade, muitas foram fraquíssimas. O Salão foi quase um grande fiasco. O ganhador foi péssimo tbm. Quase uma tentativa de quero ser Hockney. O Vitor decepcionou tbm (embora não goste da outra obra, Gallus, mas por motivos políticos, já que as galinhas morreram no processo da performance).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s