In Memorian – Franciza Toledo

A maior especialista em conservação de museus faleceu no dia 12 de outubro. Conheci Franciza Toledo em um curso de conservação de museus no SIM-PA, pessoa maravilhosa e maior profissional na sua área, contribuiu muito para a política de conservação dos museus do SIM. Foi responsável pela implantação do gabinete de papeis na Sala Rui Meira, do Museu de Arte Contemporânea Casa das Onze Janelas, que hoje ainda está em exposição. Franciza difundia todo seus conhecimento em prol da preservação da arte em todas as suas formas e dos espaços museais, os guardiões dessa memória.

Abaixo um vídeo com imagens do projeto Gabinete de Papeis.

 

 

Abaixo a nota do Fórum de Museus de Pernambuco:

Ontem, 12 de outubro, os museus brasileiros – e, em particular, os museus de
Pernambuco – perderam uma das suas maiores profissionais: faleceu em São
Paulo Franciza Lima Toledo. Para os que não a conheceram podemos dizer que ela era, reconhecidamente, a maior especialista em conservação do país,
pioneira na sua área e, sobretudo, incansável socializadora do seu conhecimento.

Sua partida causou imensa consternação na comunidade museológica, que aqui registra o pesar pela ausência de uma de suas líderes mais respeitadas, e, além, disso, querida.

Fórum dos Museus de Pernambuco

Museu do Homem do Nordeste – FUNDAJ

Associação Brasileira de Museologia

Universidade Federal de Pernambuco – Curso de Museologia

Anúncios

4 comentários em “In Memorian – Franciza Toledo”

  1. Franciza marcou minha história, é um choque imenso saber que ela não estará mais na frente de todos nós, alunos, usando vestidinhos, encharpes e os sapatinhos mais confortavéis do mundo, sempre calma.
    Me sinto extremamente sortuda por ter sido aluna dela. Ela vai estar sempre na minha memória.

  2. Conheci Franciza quando ela fez o Curso de Especialização em Conservação e Restauraão de Bens Culturais Móvies-CECOR, eu era Secretaria nessa época.Senti muito e lamento essa perda, pois é a segunda em um ano que viaja nos deixando tristes, entretanto confiantes que as duas estarão festejando a chegada no Paraíso onde elas merecem estar.

    Franciza e Leninha um beijo saudoso da secretaria louquinha.
    Maura Virgínia

  3. Sou aluno da primeira turma do curso de Museologia da UFPE e tivemos o privilégio de conviver com a Profa. Franciza por dois semestres inteiros e parte do terceiro semestre, quando fomos surpreendidos pelo seu falecimento. Embora o texto faça jus à sua brilhante atuação profissional e, logo no início, a descreva como “pessoa maravilhosa”, como seu aluno gostaria realmente de enfatizar este aspecto inseparável da Profa. Franciza. Sua absoluta elegância e respeito no trato com todas as pessoas, sua paciência, delicadeza, educação e profundo carinho pelos alunos que, distantes anos-luz da maestria de seu conhecimento, ainda assim eram tratados como colegas e como tal exigidos no aproveitamento da rotina acadêmica. Seu desaparecimento foi um choque para nós e motivo de profunda tristeza a meio de nosso semestre letivo. Como memória, lembraremos de sua risada contagiante e cristalina, presente mesmo quando sua condição frágil já a abatia. Ficou a saudade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s